|Fiscalidade 2017 - novos conteúdos revistos e actualizados

|«A carteira Luísa Dylon e outros contos» de Roderick Nehone

|«Luanda fica longe e outras estórias austrais» de José Luís Mendonça

|«Se o Passado não Tivesse Asas» de Pepetela

|«Crescer a Ler» - Uma nova colecção infantil que vai estimular o gosto pela leitura nos mais novos.

|«Vidas de Areia» de Divaldo Martins

|«Papéis da Prisão - Apontamentos, Diário, Correspondência (1962-1971)» de Luandino Vieira

|«A sombra de Imana» de Verónique Tadjo

|«Crónicas maldispostas» de Pepetela

|«República do Vírus» de António Quino

|«Filho Querido» de Roderick Nehone

|«Entre sonhos e Delírios» de Noelma Viegas D' Abreu

|«Estórias para bem ouvir» de Fragata de Morais

|«Uma Escuridão Bonita» de Ondjaki

|«Estórias Além do Tempo» - 42 estórias contadas por escritores angolanos

|«Memórias» de Dino Matrosse

|«Memórias de um Dark Horse» de Onofre dos Santos

|Colecção Aventura «Os Candengues»

|«As Aventuras de Ngunga» de Pepetela

|Colecção «Legislação»

|«Teoria Geral do Esquecimento» de José Eduardo Agualusa»

|«Uma Viagem à Índia» de Gonçalo M. Tavares

|“Dentro de mim faz sul seguido de acto sanguíneo” , Ondjaki

|“O leão e o coelho saltitão” , Ondjaki

| “História da África Negra”

|“Contos para Contar”

|“A Múcua que Baloiçava ao Vento”

|“A Aventura do Vento e Outros Contos”

|“Histórias, Historietas”

|«A Educação Sentimental dos Pássaros» de José Eduardo Agualusa

|«Milagrário pessoal» De José Eduardo Agualusa

|«Os transparentes» de Ondjaki

|«Os vivos, o morto e o peixe frito» de Ondjaki

Janet era uma mulher triste. Triste porque cria piamente que havia nascido no lugar errado. Se Deus lhe dera a beleza, cria ela que, contrariamente, lhe havia tirado o privilégio de ter nascido numa família rica e bem-sucedida. Assim sendo, espetada lá naquele município periférico, sem poder conhecer a gente do jetset, sem se fazer amiga daquelas outras raparigas que apareciam nas festas badaladas de Luanda, que davam entrevistas na televisão e acabavam por se casar com cantores famosos, pê-cê-ás de empresas públicas, directores nacionais, oficiais do exército e da polícia, deputados, ministros, empresários e alguns falsários, ela sofria com tudo o que lhe rodeava e tornava uma mera quimera o seu sonho permanente de ser rica e poderosa, uma vez que já era bela, alta e esbelta..

Sobre o Autor

Roderick Nehone, pseudónimo literário de Frederico Manuel dos Santos e Silva Cardoso, nasceu em Luanda, Angola, a 26 de Março de 1965. Em 1989 concluiu a Licenciatura em Direito na Universidad Central de Las Villas, Cuba, e foi docente da Universidade Agostinho Neto, em Luanda, de 1991 a 2004. É membro da Ordem dos Advogados de Angola e Vice-Presidente da União dos Escritores Angolanos.

Roderick Nehone vive em Luanda, capital da República de Angola. Os seus contos e poemas integram várias colectâneas sobre literatura angolana nesses géneros. Algumas das suas obras foram traduzidas para inglês, espanhol, alemão, hebraico, servo-croata e francês.